Notícias

Jornalistas estrangeiros na Lourinhã

27th Março, 2015

A propósito da 4ª Quinzena Gastronómica da Aguardente DOC Lourinhã, esteve, na passada quarta-feira, dia 25, de visita ao concelho, um grupo de jornalistas, membros da Associação da Imprensa Estrangeira em Portugal.

Foram eles Ricardo Carucci (correspondente da agência italiana ANSA), Katalin Muharay (correspondente dos meios HVG e Népszabadság – Húngria), Marie-Line Darcy (correspondente da revista La Vigne, Radio France Internationale, Radio France e La Tribune de França), Carlos Alberto Pontes (freelancer do Reino Unido – Ex- Reuters), Alison Roberts (Presidente da Associação de Imprensa Estrangeira e correspondente da BBC News), José da Silva Marcos (correspondente em Portugal da VRT da Standaard – Bélgica e NOS da Holanda), Max Novikov (correspondente do diário russo “Rossiyskaya Gazeta” em Portugal), Begoña Íñiguez (correspondente em Portugal da rádio espanhola Cadena Cope e do jornal La Voz de Galicia) e Paul Ames (Global Post dos EUA).

Aqueles profissionais de comunicação foram desafiados a conhecer um pouco do concelho, começando pela história e paisagem, mas passando pela produção agrícola, paleontologia e Região Demarcada de Aguardente.

A visita teve início no Centro de Interpretação da Batalha do Vimeiro onde, depois das boas vindas apresentadas pelo vice-presidente da Câmara, Vereador Fernando Oliveira, os jornalistas foram elucidados da importância histórica da contenda ali ocorrida.

Seguiu-se um périplo pela costa do concelho, e por alguns campos agrícolas, onde foi possível tomarem contacto com a realidade produtiva agrícola, bem como de alguma indústria e hotelaria.

A manhã terminou com uma visita ao GEAL – Museu da Lourinhã onde, naturalmente, as atenções se centraram nos achados que estão em estudo no laboratório da instituição.

A comitiva rumou, seguidamente, para a Praia da Areia Branca para um almoço repleto de iguarias confeccionadas no âmbito da 4ª Quinzena Gastronómica da Aguardente DOC Lourinhã (lulas flamejadas com Aguardente DOC Lourinhã, bife da casa com cinco pimentas e Aguardente DOC Lourinhã e tarte de chocolate e natas com Aguardente DOC Lourinhã).

Depois do magnífico repasto e da fotografia de grupo, da praxe, os jornalistas dirigiram-se à Adega Cooperativa da Lourinhã onde ficaram a conhecer a realidade da produção, envelhecimento e comercialização da Aguardente DOC Lourinhã, a única produzida em Região Demarcada em Portugal. À saída tinham à sua espera a oferta, das mãos do presidente da direcção da Adega, uma garrafa de Aguardente, que receberam com muito gosto.

A visita ainda teria mais um ponto de paragem, a Quinta do Rol. Naquela unidade, que também produz Aguardente DOC Lourinhã, houve hipótese de visitar não só a zona de envelhecimento, mas também a destilaria. E foi precisamente na Quinta do Rol, que os convidados provaram a Aguardente na companhia de um novo conceito, apresentado pela Vai à Fava. Quebrando a tradição de provar aguardente unicamente com frutos secos, a equipa da Vai à Fava propôs uma mini espetada de queijo da ilha (cura mínima de sete meses) e chutney de cebola roxa, seguida de um enroladinho de paio de porco preto com abacate, lima e coentros e terminando com uma mousse de chocolate negro (80% cacau) em colher, com chilli e avelãs torradas.

Tudo isto, teve por base o conceito da Vai à Fava, uma jovem empresa lourinhanense, que utiliza na confecção dos seus pratos, produtos nacionais ou locais, naturais, de excelente qualidade, aliando o gosto português a uma cozinha saudável e sustentável.

Ao fim de um dia de experiências fora do comum, o melhor que se podia ter de retorno de quem nos visita era um sorriso e palavras de agradecimento por lhes ter sido dado a descobrir um concelho cheio de riquezas e a dois passos de Lisboa.