Notícias

Gonçalo – Depois da Mongólia

17th Setembro, 2015

Gonçalo Mergulhão, é um lourinhanense, de 25 anos, cozinheiro de profissão, que durante 3 meses e 10 dias, fez uma viagem, de mota, para conhecer mundo: as pessoas, as culturas, a natureza, a gastronomia – eram motivos de interesse. Objectivo: chegar à Mongólia.

Gonçalo fb2

Esta manhã esteve na RCL a partilhar connosco esta aventura, que teve início a 1 de Junho, na Lourinhã. A chegada à Mongólia aconteceu precisamente no seu dia de aniversário. Gonçalo Mergulhão partilhou connosco essa experiência.

A Mongólia deixa várias recordações a Gonçalo Mergulhão. À RCL falou das estradas, ou da ausência delas, dos consequentes problemas mecânicos, e do acolhimento de uma família, onde acabou por pernoitar.

 Estradas mongólia 2

Problemas mecânicos

 Na Mongólia

As diferentes culturas e a gastronomia marcaram também a viagem deste lourinhanense. Além de ter provado leite de camelo, “é horrível”, diz Gonçalo Mergulhão, deliciou-se com os melhores ovos mexidos, na Polónia, e elogia o vinho esloveno. Pelo caminho encontrou um argentino, que sabia falar português e que vai abrir um restaurante com comida tipicamente portuguesa e na Eslováquia, viu o primeiro português desta viagem, na visita a uma gruta de gelo.

Nesta história que se conta entre 1 de Junho e 10 de Setembro, vários são os episódios que ficam para a vida e que Gonçalo Mergulhão partilhou com os ouvintes da RCL. Conheça aqui a casa onde as torradas eram feitas na casa de banho e onde não havia água quente.

Pelo percurso, Gonçalo cruzou-se com outros viajantes, com propósitos semelhantes, com o objectivo de conhecer o mundo. “Os maiores malucos” foram dois russos, que fizeram Espanha-Mongólia, em 9 meses, à boleia e de autocarro.

Os contrastes culturais foram também destacados por Gonçalo Mergulhão, falou-nos da cultura Russa e descreveu também alguns elementos paisagísticos que guarda na memória quer da Rússia, quer da Mongólia.

Moscovo Rússia 2

São Petersburgo Rússia2

Entrar na Rússia, não foi propriamente fácil. Algumas horas e muita burocracia depois conseguiu. O “nosso” cozinheiro Gonçalo entrou na Rússia como Director de Marketing.

Foi também na Rússia que surgiram os maiores receios na estrada. A condução defensiva não mora ali e nas estradas “transitam” vacas, galinhas e até um lobo, Gonçalo viu.

Vários foram os locais que visitou, as cidades que conheceu, os povos com quem lidou e as realidades com que se deparou. 29 mil kms depois as recordações ligam os locais às pessoas e às vivências e mantêm-se contactos. Auschwitz, na Polónia, foi para o lourinhanense uma experiência marcante.

 Auschwitz - Polónia2

 Auschwitz - Polónia1

Em Portugal desde o passado dia 10, Gonçalo confirmou à RCL que nos seus projectos pessoais estão outras viagens. Com 5 mil euros, viajou durante 3 meses e 10 dias, fez 29 mil kms e passou pelos seguintes países: Espanha, França, Itália, Alemanha, Holanda, Bélgica, Eslovénia, Croácia, Hungria, Eslováquia, Polónia, Lituânia, Letónia, Estónia, Rússia e Mongólia.

Gonçalo RCL

Gonçalo e a “loba”, esta manhã na RCL

 

Gonçalo 1